Martin Auer: A Estranha Guerra, Histórias para uma Cultura de Paz

   
 

O Sonhador

Please share if you want to help to promote peace!

Traduzido por João Pereira e Daniela Suchanek

Revisado por Sara Bernal Rutter

O Sonhador
Medo
Outra Vez Medo
Os Dois Lutadores
Homem contra Homem
O Escravo
A Guerra Estranha
Congestionamento
Na sua própria porta
A Bomba
Foreword
Download (Todas as estórias em um arquivo para impressao)
Livro de visitas
Sobre o Tradutor
Sobre o Autor
Mail for Martin Auer
Licença
Creative Commons licence agreement

Era uma vez um homem que era um sonhador. Ele acreditava, por exemplo, que deveria existir uma maneira de ver as coisas a uma distância de dez mil quilómetros. Ele imaginava que deveria existir uma maneira de comer a sopa com um garfo. Ele pensava que deveria haver uma maneira de as pessoas se aguentarem com a cabeça no chão, e ele estava convencido que deveria de haver uma maneira de viver sem medo.

As pessoas disseram-lhe: "Nenhuma dessas coisas pode ser feita; és um sonhador!", "Tens de abrir os olhos e aceitar a realidade!" e elas disseram: "Há leis da natureza que tu não podes mudar!"

Mas o homem disse: "Eu não sei... deve de existir uma maneira de respirar debaixo de água. E deve de haver uma maneira de dar algo que comer a toda a gente. Deve haver uma maneira para todos aprenderem o que querem. Tem de existir uma maneira de olhar para dentro da tua barriga."

E as pessoas responderam: "Controla-te, essas coisas nunca vão acontecer. Tu não podes simplesmente dizer que queres algo e esperar que isso aconteça. O mundo é como é e pronto!"

Quando a televisão e as máquinas de raio-x foram inventadas, o homem podia ver a uma distância de dez mil quilómetros e podia ver o interior da sua própria barriga. Mas ninguém lhe disse: "Está bem, afinal não estavas tão errado." E também ninguém disse nada depois de alguém ter inventado fatos de mergulho que permitiram as pessoas respirar facilmente debaixo de água. Mas o homem disse para ele mesmo: era o que eu pensava. Talvez um dia ainda seja possível viver sem guerras.

   
 

Este site tem o seu conteúdo publicado pelos usuários registrados. Se voce perceber algo que pareça spam ou abuso, por favor entre em contato com o autor. self published by registered users. If you notice anything that looks like spam or abuse, please c